Benefícios e complicações da ventilação mecânica não-invasiva na exacerbação aguda da doença pulmonar obstrutiva crônica

Benefícios e complicações da ventilação mecânica não-invasiva na exacerbação aguda da doença pulmonar obstrutiva crônica

Título alternativo Benefits and complications of noninvasive mechanical ventilation for acute exacerbation of chronic obstructive pulmonary disease
Autor Rocha, Eduardo Google Scholar
Carneiro, Élida Mara Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade de Uberaba
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND AND OBJECTIVES: Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is defined as a syndrome characterized by usually progressive chronic airflow limitation which is associated to a bronchial hyperresponsiveness and is partially reversible. Noninvasive mechanical ventilation is an alternative treatment for patients with COPD exacerbations. The objective of the literature reviews was to verify noninvasive mechanical ventilation benefits and complications in acute exacerbations of chronic obstructive pulmonary disease in patients. CONTENTS: This national and international's scientific literature review was developed according to criteria established for documentary research in the MedLine, LILACS, SciElo, PubMed and Cochrane, databases using the key words: chronic obstructive pulmonary disease and noninvasive mechanical ventilation. Inclusion criteria were articles published from 1995 to 2007; in English, Spanish and Portuguese; studies in the human model and with no gender restriction. CONCLUSIONS: Noninvasive mechanical ventilation can reduce partial pressure of carbon dioxide, improve gas exchange, alleviate symptoms as dyspnea caused by fatigue of the respiratory muscles, reduce duration of hospitalization, decrease need for invasive mechanical ventilation, reduce number of complications and also lessen hospital mortality. The main complications found were: facial skin erythema, claustrophobia, nasal congestion, face pain, eye irritation, aspiration pneumonia, hypotension, pneumothorax, aerophagia, hypercapnia, gastric insufflation, vomit, bronchoaspiration, morning headaches, face injuries, air embolism and, last but not least, discomfort of the patient. Noninvasive mechanical ventilation can be more effective in patients with moderate-severe exacerbations of COPD and these complications can be minimized by an adequate interface also by the contribution of the physiotherapist experience.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é definida como uma síndrome caracterizada por obstrução crônica ao fluxo aéreo, geralmente progressiva, podendo ser acompanhada por hiper-responsividade brônquica e ser parcialmente reversível. A ventilação mecânica não-invasiva é uma alternativa de tratamento para pacientes com exacerbação da DPOC. O objetivo deste estudo foi verificar os benefícios e as complicações da ventilação mecânica não-invasiva em pacientes com exacerbação aguda da doença pulmonar obstrutiva crônica. CONTEÚDO: Realizou-se revisão de literatura científica nacional e internacional conforme os critérios estabelecidos para a pesquisa documental nas bases de dados MedLine, LILACS, SciElo, PubMed, Cochrane, com os unitermos: doença pulmonar obstrutiva crônica, ventilação mecânica não-invasiva. Os critérios de inclusão foram artigos publicados no período de 1995-2007; nas linguagens inglesa, espanhola e portuguesa; estudos em modelo humano e sem restrição de sexo. CONCLUSÕES: A ventilação mecânica não-invasiva pode diminuir a pressão parcial de dióxido de carbono, melhorar a troca gasosa, aliviar sintomas como dispnéia ocasionada pela fadiga da musculatura respiratória, reduzir as internações hospitalares, a necessidade de intubação, o número de complicações, o tempo de internação e a mortalidade hospitalar. As principais complicações encontradas foram: eritema facial, claustrofobia, congestão nasal, dor facial, irritação nos olhos, pneumonia aspirativa, hipotensão, pneumotórax, aerofagia, hipercapnia, distensão abdominal, vômitos, broncoaspiração, dor de cabeça matinal, lesões compressivas de face, embolia gasosa e não adaptação do paciente. A ventilação mecânica não-invasiva pode ser mais efetiva em pacientes com moderada a grave exacerbação da DPOC e as complicações podem ser diminuídas pela utilização de adequada interface e experiência do fisioterapeuta.
Assunto Chronic obstructive pulmonary disease
Noninvasive mechanical ventilation
Doença pulmonar obstrutiva crônica
Ventilação mecânica não-invasiva
Idioma Português
Data 2008-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Terapia Intensiva. Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB, v. 20, n. 2, p. 184-189, 2008.
ISSN 0103-507X (Sherpa/Romeo)
Editor Associação de Medicina Intensiva Brasileira - AMIB
Extensão 184-189
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-507X2008000200012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-507X2008000200012 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4436

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0103-507X2008000200012.pdf
Tamanho: 58.89Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta