Management of traumatic macular holes: case report

Management of traumatic macular holes: case report

Título alternativo Tratamento do buraco macular traumático: relato de caso
Autor Brasil, Oswaldo Ferreira Moura Autor UNIFESP Google Scholar
Brasil, Oswaldo Moura Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Instituto Brasileiro de Oftalmologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Traumatic macular hole is a disease whose pathogenesis is not fully understood and the best treatment guideline is controversial. We report 2 cases of traumatic macular hole with different treatment approaches. In the first case, a 9-year-old boy presented with a traumatic macular hole secondary to blunt ocular trauma with a stone, and initial vision of 20/300. He underwent surgical repair and his final vision was 20/70 with hole closure after a 1 year follow-up. In the second case, a 20-year-old woman suffered a penetrating bullet wound on the left side of her forehead. The injury caused optic nerve head avulsion in the left eye with loss of light perception. The right eye had a traumatic macular hole and signs suggestive of sclopetaria chorioretinitis, with 20/60 vision. This case was initially observed and vision improved to 20/30 with reduction of the hole diameter. Vision and hole diameter remained stable after 8 months.

O buraco macular traumático é doença cuja patogênese não é totalmente esclarecida e a melhor conduta terapêutica ainda é controversa. Relatamos 2 casos de buraco macular traumático para os quais adotamos condutas diferentes. No primeiro caso, um menino de 9 anos apresentou buraco macular traumático secundário a trauma ocular contuso com uma pedra, com visão inicial de 20/300. Foi submetido a tratamento cirúrgico e obteve visão final igual a 20/70 com buraco fechado após 1 ano de seguimento. No segundo caso, mulher de 20 anos sofreu traumatismo penetrante por projétil de arma de fogo na fronte, do lado esquerdo. O trauma causou avulsão do nervo óptico no olho esquerdo com perda de percepção luminososa neste olho. No olho direito apresentou buraco macular traumático e sinais sugestivos de coriorretinite esclopetária, com acuidade visual igual a 20/60. O caso foi inicialmente observado e a visão melhorou para 20/30 com diminuição do diâmetro do buraco. A visão e o diâmetro do buraco mantiveram-se estáveis por 8 meses.
Assunto Macula lutea
Eye injuries
Visual acuity
Tomography optical coherence
Human
Female
Male
Child
Adult
Case reports
Mácula lútea
Traumatismos oculares
Acuidade visual
Tomografia de coerência óptica
Humano
Feminino
Masculino
Criança
Adulto
Relatos de casos
Idioma Inglês
Data 2008-08-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 71, n. 4, p. 581-584, 2008.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 581-584
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492008000400022
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492008000400022 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4483

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492008000400022.pdf
Tamanho: 1.087Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta