Tratamento da hipertensão arterial com olmesartana medoxomila em escalonamento

Tratamento da hipertensão arterial com olmesartana medoxomila em escalonamento

Título alternativo Based treatment algorithm for essencial hypertension with olmesartan medoxomil
Autor Gomes, Marco Antônio Mota Google Scholar
Feitosa, Audes Diógenes De Magalhães Google Scholar
Oigman, Wille Google Scholar
Ribeiro, José Márcio Google Scholar
Moriguchi, Emílio Hideyuki Google Scholar
Saraiva, José Francisco Kerr Google Scholar
Précoma, Dalton Bertolim Google Scholar
Ribeiro, Artur Beltrame Autor UNIFESP Google Scholar
Amodeo, Celso Google Scholar
Brandão, Andréa Araujo Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas Faculdade de Medicina
Hospital Português de Beneficência em Pernambuco
Universidade do Estado do Rio de Janeiro       Hospital Universitário Pedro Ernesto
IPSEMG Hospital Governador Israel Pinheiro
Associação Hospitalar Moinhos de Vento Instituto de Educação e Pesquisa
PUC Campinas Hospital e Maternidade Celso Piero
Sociedade Hospitalar Angelina Caron
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
Resumo BACKGROUND: The national and international guidelines emphasize the importance of the effective treatment of essenssial hypertension. Nevertheless, low levels of control are observed, as well as low attainment of the recommended goals, indicating that it is important to plan and implement better treatment strategies. OBJECTIVE: To evaluate the efficacy of a based treatment algorithm with olmesartan medoxomil. METHODS: This is an open, national, multicentric and prospective study of 144 patients with primary arterial hypertension, stages 1 and 2, naïve to treatment or after a 2-to-3 week washout period for those in whom treatment was ineffective. The use of olmesartan medoxomil was assessed in a treatment algorithm divided into 4 phases: (i) monotherapy (20 mg), (ii-iii) associated to à hydrochlorothiazide (20/12.5 mg and 40/25 mg) and (iv) addition of amlodipine besylate (40/25 mg + 5 mg). RESULTS: At the end of the phased-treatment, 86% of the study subjects attained the goal of BP < 130/85 mmHg. Maximum reductions in SAP and DAP were -44.4 mmHg and -20.0 mmHg, respectively. The rate of systolic responders (SAP > 20 mmHg) and of diastolic responders (DAP > 10 mmHg) was 87.5% and 92.4%, respectively. CONCLUSION: The study was based on a treatment regimen that was similar to the therapeutic approach in daily clinical practice and showed that the use of olmesartan medoxomil in monotherapy or in association with hydrochlorothiazide and amlodipine was effective in the attainment of the recommended goals for hypertension stage 1 and 2 hypertensive individuals.

FUNDAMENTO: As diretrizes nacionais e internacionais enfatizam a importância do tratamento eficaz da hipertensão arterial. Apesar disso, verificam-se baixos índices de controle e alcance das metas preconizadas, indicando que é importante planejar e implementar melhores estratégias de tratamento. OBJETIVO: Avaliar a eficácia de um tratamento, em escalonamento de doses, tendo como base a olmesartana medoxomila. MÉTODOS: Este é um estudo aberto, nacional, multicêntrico e prospectivo, de 144 pacientes com hipertensão arterial primária nos estágios 1 e 2, virgens de tratamento ou após período de washout de duas a três semanas para aqueles em tratamento ineficaz. Avaliou-se o uso da olmesartana medoxomila num algoritmo de tratamento, em quatro fases: (i) monoterapia (20 mg), (ii-iii) associada à hidroclorotiazida (20/12,5 mg e 40/25 mg) e (iv) adição de besilato de anlodipino (40/25 mg + 5 mg). RESULTADOS: Ao fim do tratamento, em escalonamento, 86% dos sujeitos de pesquisa alcançaram a meta de pressão arterial (PA) < 130/85 mmHg. Ocorreram reduções na pressão arterial sistólica (PAS) e na pressão arterial diastólica (PAD) de, no máximo, -44,4 mmHg e -20,0 mmHg, respectivamente. A taxa dos respondedores sistólicos (PAS > 20 mmHg) foi de 87,5% e diastólicos (PAD > 10 mmHg) de 92,4%. CONCLUSÃO: O estudo se baseou em um esquema de tratamento semelhante à abordagem terapêutica da prática clínica diária e mostrou que o uso da olmesartana medoxomila, em monoterapia ou em associação a hidroclorotiazida e anlodipino, foi eficaz para o alcance de meta para hipertensos dos estágios 1 e 2.
Assunto Hypertension
angiotensin II type1 receptor blockers
olmesartan
Hipertensão
bloqueadores do receptor tipo I de angiotensina II
olmesartana
Idioma Português
Data 2008-09-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 91, n. 3, p. 185-193, 2008.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 185-193
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0066-782X2008001500008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0066-782X2008001500008 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4533

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0066-782X2008001500008.pdf
Tamanho: 896.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta