Perfil epidemiológico dos pacientes portadores de doença inflamatória intestinal do estado de Mato Grosso

Perfil epidemiológico dos pacientes portadores de doença inflamatória intestinal do estado de Mato Grosso

Título alternativo The epidemiological profile of patients with inflammatory Bowel disease in the State of Mato Grosso
Autor Souza, Mardem Machado De Google Scholar
Belasco, Angélica Gonçalves Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Aguilar-nascimento, José Eduardo De Google Scholar
Instituição UNIC Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal de Mato Grosso Faculdade de Ciências Médicas Departamento de Cirurgia
Resumo Recent epidemiological studies suggest that the incidence of Crohn's disease (CD) and Ulcerative Colitis (UC) is increasing in Brazil despite the fact that we do not know what the actual rate is. OBJECTIVE: To describe the epidemiological profile of patients with inflammatory bowel disease in people resident in the state of Mato Grosso. RESULTS: 220 patients with inflammatory bowel disease were assessed. 125 were female and 95 were male. Of the total number of cases, 117 had UC, 86 had Crohn's disease and 17 had non-specific colitis. The disease was most common amongst married patients (66%), dark-skinned patients (48%) and non-smokers (61.8%). The average age was 39, and the age range was from 6 to 80. At some stage in the treatment 77 (35%) patients required surgical treatment. The average number of years studied was 9.17 with a variation from 0 to 20 years. CONCLUSION: Despite the lack of literature on the disease, the data from this study reveal that patients with IBD in the state of Mato Grosso show the same epidemiological features as those from other Brazilian states.

Estudos epidemiológicos recentes sugerem que a incidência da doença de Crohn (DC) e da retocolite ulcerativa (RCUI) está aumentando no Brasil, apesar de desconhecermos sua taxa real. OBJETIVO: Descrever o perfil epidemiológico dos pacientes com doença inflamatória intestinal (DII) que residem no estado de Mato Grosso. RESULTADOS: Foram avaliados 220 pacientes com doença inflamatória intestinal, 125 eram do sexo feminino e 95 do sexo masculino. Do total de casos, 117 tinham RCUI, 86 doença de Crohn e 17 colite indeterminada. A doença foi mais freqüente em casados (66,0%), em pacientes de cor parda (48,0%) e em não fumantes (61,8%). A média da idade foi de 39 anos, variando de 6 a 80 anos. Em algum momento da evolução da doença, 77 (35%) pacientes necessitaram de tratamento cirúrgico. A média de anos dos pacientes estudados foi de 9,17 anos, variando de 0 a 20 anos estudados. CONCLUSÃO: Apesar da pouca literatura sobre a doença, os dados deste estudo revelam que os portadores de DII, no estado de Mato Grosso, apresentam características epidemiológicas semelhantes aos portadores de outros estados do Brasil.
Assunto Inflammatory Bowel Disease
Crohn's Disease
Ulcerative Colitis
Colitis
Epidemiology
Doença inflamatória intestinal
Dença de Crohn
Retocolite ulcerativa
Colite
Epidemiologia
Idioma Português
Data 2008-09-01
Publicado em Revista Brasileira de Coloproctologia. Cidade Editora Científica Ltda, v. 28, n. 3, p. 324-328, 2008.
ISSN 0101-9880 (Sherpa/Romeo)
Editor Cidade Editora Científica Ltda
Extensão 324-328
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0101-98802008000300009
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0101-98802008000300009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4556

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0101-98802008000300009.pdf
Tamanho: 26.61Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta