Metástase orbitária como único achado em paciente com hepatocarcinoma: relato de caso

Metástase orbitária como único achado em paciente com hepatocarcinoma: relato de caso

Título alternativo An unusual orbital metastatic lesion: the only finding in a case of hepatocellular carcinoma: case report
Autor Fonseca Júnior, Nilson Lopes Da Autor UNIFESP Google Scholar
Frizon, Luciana Autor UNIFESP Google Scholar
Paves, Luis Autor UNIFESP Google Scholar
Wolosker, Angela Maria Borri Autor UNIFESP Google Scholar
Manso, Paulo Góis Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Orbital metastasis of hepatocellular carcinoma is rare. We report an unusual orbital metastatic lesion as the only finding in a case of hepatocellular carcinoma. A 57-year-old man presented with a 6-month history of orbital painful right orbital mass, associated with proptosis. Computed tomography of the orbits showed an orbital soft tissue mass leading to bone erosion and intracranial invasion. Computed tomography of the adbomen showed a focal perfusion abnormality in the left lobe of the liver. Incisional biopsy was performed and the histopathologic examination of the specimen confirmed the diagnosis. The patient died 15 months after the initial presentation. COMENTS: This is a rare case of orbital metastasis of hepatocellular carcinoma. There was no another metastatic lesion and the patient reported only ophthalmological symptoms.

Metástases orbitárias de hepatocarcinoma (HCC) são raras. Os autores têm o objetivo de relatar o caso de um paciente que apresentou metástase orbitária como único achado de um HCC. Paciente masculino, 57 anos, apresentando massa em região temporal direita, associada à proptose, dor e hiperemia. Os exames de imagem revelaram volumosa massa em região temporal, estendendo-se para fossa temporal com destruição da parede orbitária e extensão intracraniana. A tomografia computadorizada de abdome demonstrou tumor primário no fígado. Foi realizada biópsia incisional através de uma orbitotomia anterior cujo estudo anátomo-patológico diagnosticou lesão metastática de hepatocarcinoma. O estudo imuno-histoquímico com marcador para CAM 5.2 e CEA foi positivo. A avaliação sistêmica não revelou outras lesões. O tumor evoluiu com rápido crescimento com óbito 15 meses após o diagnóstico. Metástases orbitárias do carcinoma hepatocelular são raras. Nosso caso foi relevante não só pela raridade desta lesão orbitária, como também pela ausência de outras lesões metastáticas e de sintomas sistêmicos.
Assunto Neoplasm metastasis
Orbital neoplasms
Carcinoma, hepatocellular
Liver neoplasms
Metástase neoplásica
Neoplasias orbitárias
Carcinoma hepatocelular
Neoplasias hepáticas
Idioma Português
Data 2008-12-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 71, n. 6, p. 865-867, 2008.
ISSN 0004-2749 (Sherpa/Romeo)
Editor Conselho Brasileiro de Oftalmologia
Extensão 865-867
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27492008000600019
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27492008000600019 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4659

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27492008000600019.pdf
Tamanho: 571.2Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta