Consumo de suplementos por jovens freqüentadores de academias de ginástica em São Paulo

Consumo de suplementos por jovens freqüentadores de academias de ginástica em São Paulo

Título alternativo Supplement use amongst young individuals in São Paulo's fitness centers
Autor Hirschbruch, Marcia Daskal Google Scholar
Fisberg, Mauro Autor UNIFESP Google Scholar
Mochizuki, Luis Google Scholar
Instituição Recomendo - Assessoria em Nutrição e Qualidade de Vida
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo The concern with physical appearance and aesthetics in fitness centers can lead to an indiscriminate use of supplements. A questionnaire was used to investigate factors relating to supplement use among 201 young users of fitness centers in the city of São Paulo, Brazil. Supplement use was reported by 61.2% (n = 23) of the sample. Men use more supplements than women (p < 0.001) and adolescents tend to use them more than young adults (p = 0.07). The supplements most used by this group are sports drinks (12%); high-calorie gainers (12%), amino acids (10%), proteins (10%) and creatine (8%). The supplements are taken trough own initiative (42.8%) and trainers' recommendation (27.5%). Those who have been exercising for a longer time, go more often to the fitness centers, and devote more time to exercise/week are significantly more involved in supplement use. The presence of user friends (p = 0.03) and/or a user at home (p = 0.01) also influences on the use of supplements. Supplement use is a widespread, common practice at fitness centers, whose environment favors their use.

A preocupação com a aparência e a estética pode levar ao consumo indiscriminado de suplementos nas academias. Os fatores relacionados ao consumo de suplementos em 201 jovens entre 15 e 25 anos freqüentadores de academias de ginástica da cidade de São Paulo foram investigados através da aplicação de formulário próprio. O uso de suplementos é relatado por 61,2% (n = 123) da amostra. Os homens usam mais suplementos que as mulheres (p < 0,001) e os adolescentes tendem a utilizar mais que os adultos jovens (p = 0,07). Os suplementos mais utilizados são bebidas esportiva (12%), hipercalóricos (12%), aminoácidos (10%), proteínas (10%) e creatina (8%), basicamente por auto-prescrição (42,8%) e pela indicação de treinadores (27,5%). O consumo de suplementos é significativamente maior entre aqueles que se exercitam há mais tempo; freqüentam a academia há mais tempo; e ficam na academia mais horas/semana. Ter amigos usuários (p = 0,03) e/ou um usuário em casa (p = 0,01) influencia no consumo de suplementos. O consumo de suplementos é uma prática que faz parte da realidade das academias de ginástica e o ambiente é favorecedor do uso desses produtos.
Assunto supplements
fitness centers
adolescents
sports nutrition
suplementação
adolescentes
nutrição esportiva
Idioma Português
Data 2008-12-01
Publicado em Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, v. 14, n. 6, p. 539-543, 2008.
ISSN 1517-8692 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
Extensão 539-543
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86922008000600013
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1517-86922008000600013 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4676

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1517-86922008000600013.pdf
Tamanho: 105.3Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta