Estado nutricional, condições socioeconômicas, ambientais e de saúde de crianças moradoras em cortiços e favela

Estado nutricional, condições socioeconômicas, ambientais e de saúde de crianças moradoras em cortiços e favela

Título alternativo Nutritional status and health, environmental and socioeconomic conditions of children living in tenements and shanty towns
Autor Santos, Rosangela Bezerra Autor UNIFESP Google Scholar
Martins, Paula Andrea Autor UNIFESP Google Scholar
Sawaya, Ana Lydia Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: The objective was to compare malnutrition rates among children aged from 6 months to 6 years living in tenements and shanty towns in downtown São Paulo city and characterize the differences in the socioeconomic, environmental and health conditions of the two groups. METHODS: A cross-sectional study was done with 86 children living in tenements and 84 children living in shanty towns and their respective families. Malnutrition was classified according to their height-for-age, weight-for-age and weight-for-height indices when compared with those of the National Center for Health Statistics. Z-scores < -1 and < -2 were used as the cut-off points of malnutrition. Socioeconomic, environmental and health data were collected by administering a questionnaire during home visits. Data were analyzed by applying the chi-square, Student's t or Mann-Whitney tests. The significance level was set at 5%. RESULTS: Mild malnutrition rate was two times higher in children living in shanty towns than in those living in tenements and moderate malnutrition rate was four times higher. Regarding the analyzed variables, dwellers of shanty towns had lower incomes, spent less on food and had worse jobs and living and sanitary conditions (p<0.001). Diarrhea was more frequent (p=0.003) and vaccination rates were lower (p<0.001) among children living in shanty towns. CONCLUSION: The rate of malnutrition found for children living in the studied shanty town was higher than that found for children living in tenements. Families living in shanty towns were considered extremely poor, with worse socioeconomic and environmental conditions than those living in tenements, evidencing aspects of urban poverty associated with childhood malnutrition.

OBJETIVO: Comparar a freqüência da desnutrição entre crianças de 6 meses a 6 anos, moradoras em cortiços e favela, da região central de São Paulo e caracterizar as diferenças das condições socioeconômicas, ambientais e de saúde dos dois grupos. MÉTODOS: Realizou-se estudo transversal com 86 crianças moradoras em cortiços e 84 crianças residentes na favela e respectivas famílias. Classificou-se a desnutrição segundo os índices estatura/idade, peso/idade e peso/estatura, ponto de corte <-1 e <-2 escore-Z, comparados ao padrão National Center for Health Statistics. Os dados socioeconômicos, ambientais e de saúde foram coletados com a aplicação de um questionário durante as visitas domiciliares. Para analisar os dados utilizaram-se o teste do qui-quadrado e o teste t de Student ou o teste Mann-Whitney com nível de significância 5%. RESULTADOS: A proporção da desnutrição leve foi duas vezes maior nas crianças moradoras em favela em relação às residentes nos cortiços e quatro vezes maior para desnutrição moderada. Com relação às variáveis pesquisadas, as famílias moradoras em favela apresentaram piores condições quanto a: renda, despesas com alimentação, trabalho, condições de moradia e saneamento (p<0,001). Quanto às condições de saúde observou-se maior ocorrência de diarréia (p=0,003) e menor cobertura vacinal (p<0,001) entre as crianças moradoras em favela. CONCLUSÃO: A freqüência da desnutrição nas crianças da favela estudada foi maior do que a encontrada nos cortiços e as famílias moradoras na favela foram consideradas extremamente pobres, com condições socioeconômicas e ambientais piores do que nos cortiços, evidenciando aspectos da pobreza urbana ligados à desnutrição infantil.
Assunto Poverty areas
Malnutrition
Nutritional epidemiology
Socioeconomic factors
Child preeschool
Áreas de pobreza
Desnutrição
Epidemiologia nutricional
Fatores socioeconômicos
Pré-escolar
Idioma Português
Data 2008-12-01
Publicado em Revista de Nutrição. Pontifícia Universidade Católica de Campinas, v. 21, n. 6, p. 671-681, 2008.
ISSN 1415-5273 (Sherpa/Romeo)
Editor Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Extensão 671-681
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732008000600006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1415-52732008000600006 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4723

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1415-52732008000600006.pdf
Tamanho: 105.3Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta