Ponto de entrada para as hastes intramedulares anterógradas do fêmur: estudo em cadáver

Ponto de entrada para as hastes intramedulares anterógradas do fêmur: estudo em cadáver

Título alternativo Entry point for the anterograde femur intramedullary nail: a cadaver study
Autor Labronici, Pedro José Autor UNIFESP Google Scholar
Galeno, Luiz Google Scholar
Teixeira, Thiago Martins Google Scholar
Franco, José Sergio Google Scholar
Hoffmann, Rolix Google Scholar
Lourenço, Paulo Roberto Barbosa De Toledo Google Scholar
Giordano, Vincenzo Google Scholar
Pallottino, Alexandre Google Scholar
Amaral, Ney Pecegueiro Do Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Hospital Santa Teresa Serviço de Ortopedia e Traumatologia Prof. Dr. Donato D'Ângelo
Federal do Rio de Janeiro Departamento de Ortopedia e Traumatologia Faculdade de Medicina
Hospital de Ipanema Grupo de Trauma
Hospital Municipal Miguel Couto Programa de Residência Médica
Hospital Municipal Miguel Couto Serviço de Ortopedia e Traumatologia
Resumo OBJECTIVE: To analyze the natural exit of the wire guides in major trochanter through retrograde femoral approach, in cadaver specimens. Material and Method: 100 femurs had been perforated between the femoral condyles, at 1.2 cm of the intercondylar region. A 3-mm straight wire guide was introduced, through retrograde approach, until the proximal extremity of femur was reached. Femurs were assessed for posterosuperior and anterosuperior portions of major trochanter, pear-shaped cavity, and upper median line between the head-neck and the major trochanter. RESULTS: in 62%, the straight wire guides exited at the anterior surface of major trochanter. In the pear-shaped cavity, the median distance found was 1.0 cm and the interquartile range was 0.5 cm, initially expressing, in relation to pear-shaped cavity, better accuracy. CONCLUSION: the central axis of the medullar canal, at coronal plane, projected better accuracy in the region of the pear-shaped cavity.

OBJETIVO: Analisar a saída natural do fio-guia no trocânter maior pela via retrógrada do fêmur, em espécimes de cadáver. Métodos: 100 fêmures foram perfurados entre os côndilos femorais, a 1,2cm da região intercondilar. Um fio-guia reto de 3mm foi introduzido, de forma retrógrada, até alcançar a extremidade proximal do fêmur. Foram avaliados em relação à região posterossuperior e anterossuperior do trocânter maior, fossa piriforme e linha mediana superior entre a cabeça-colo e trocânter maior. RESULTADOS: Em 62% o fio-guia reto saiu na face anterior do trocânter maior. Na fossa piriforme, a distância mediana observada foi de 1,0cm e a amplitude interquartílica, de 0,5cm, expressando inicialmente, em relação à fossa piriforme, melhor precisão. CONCLUSÃO: O eixo central do canal medular, na incidência coronal, projetou melhor precisão na região da fossa piriforme.
Assunto Femur
Fracture fixation
intramedullary; Cadaver
Fêmur
Fixação intramedular de fraturas
Cadáver
Idioma Português
Data 2009-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 44, n. 6, p. 487-490, 2009.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 487-490
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162009000600005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162009000600005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4785

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-36162009000600005.pdf
Tamanho: 956.1Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta