Prevenção da aterosclerose e tratamento medicamentoso de anormalidades lipídicas de alto risco em crianças e adolescentes

Prevenção da aterosclerose e tratamento medicamentoso de anormalidades lipídicas de alto risco em crianças e adolescentes

Título alternativo Prevention of atherosclerosis and drug treatment of high-risk lipid abnormalities in children and adolescents
Autor Castro, Priscilla Severino Gonçalves De Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Fernanda Luisa Ceragioli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To discuss risk factors of atherosclerosis in pediatrics, dietary and physical activity guidelines, and, mainly, drug treatment of high-risk lipid abnormalities. SOURCES: Data were obtained from articles indexed in MEDLINE, published over the last 5 years. SUMMARY OF THE FINDINGS: Children with severe dyslipidemia or additional risk factors such as family history of early cardiovascular disease or other signs of metabolic syndrome may need treatment with hypolipidemic drugs. New recommendations from the U.S. guidelines indicate drug treatment before the age of 10 years according to the magnitude of the additional risk factors for cardiovascular disease. Pediatricians should know when to diagnose dyslipidemia, when to indicate drug treatment and which medication can be used in children and adolescents with the least risk or harm to their development. CONCLUSIONS: The first-line treatment of dyslipidemia consists of lifestyle changes, focusing on prevention. Children with high-risk lipid abnormalities should be considered for drug treatment. Decisions to be made together with the parents must be evaluated taking into consideration risks and benefits of the medication to the patient.

OBJETIVO: Discutir os fatores de risco da aterosclerose na pediatria e as recomendações de dieta e exercício físico e, principalmente, o tratamento medicamentoso de anormalidades lipídicas de alto risco. FONTES DOS DADOS: Os dados foram obtidos por meio de artigos indexados na MEDLINE, publicados nos últimos 5 anos. SÍNTESE DOS DADOS: Crianças com dislipidemia grave ou outros fatores de risco, como história familiar de doença cardiovascular precoce ou outros sinais de síndrome metabólica, podem necessitar de tratamento com drogas hipolipemiantes. Novas recomendações do consenso americano indicam tratamento medicamentoso antes dos 10 anos de idade, dependendo da magnitude de outros fatores de risco para doença cardiovascular. Cabe aos pediatras saber quando diagnosticar dislipidemia, quando indicar o tratamento medicamentoso e quais as drogas que podem ser utilizadas em crianças e adolescentes com menor risco e prejuízo ao seu desenvolvimento. CONCLUSÕES: O tratamento da dislipidemia deve ser inicialmente realizado sempre por meio de mudanças nos hábitos de vida, dando-se ênfase à prevenção. Crianças com anormalidades lipídicas de alto risco merecem tratamento medicamentoso. A decisão a ser tomada junto com os pais sempre deve respeitar os riscos e os benefícios que o tratamento acarretará ao paciente.
Assunto Atherosclerosis
hypercholesterolemia
lipids
medication
pediatrics
Aterosclerose
hipercolesterolemia
lipídeos
medicamento
pediatria
Idioma Português
Data 2009-02-01
Publicado em Jornal de Pediatria. Sociedade Brasileira de Pediatria, v. 85, n. 1, p. 6-14, 2009.
ISSN 0021-7557 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Sociedade Brasileira de Pediatria
Extensão 6-14
Fonte http://dx.doi.org/10.2223/JPED.1852
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000264044200003
SciELO S0021-75572009000100003 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4872

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0021-75572009000100003.pdf
Tamanho: 124.7Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta