Fibrin adhesive and the vaginal vault synthesis on female rabbits abdominal hysterectomies

Fibrin adhesive and the vaginal vault synthesis on female rabbits abdominal hysterectomies

Título alternativo Adesivo de fibrina e a síntese da cúpula vaginal após histerectomia abdominal em coelhos fêmeas
Autor Lima, Ari Gonçalves Google Scholar
Taha, Murched Omar Autor UNIFESP Google Scholar
Rivoire, Henri Chaplin Google Scholar
Fagundes, Anna Tereza Negrini Google Scholar
Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição FURG Department of Surgery
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
FURG Head of Department of Surgery
Santo Amaro University Medical School
Resumo PURPOSE: To investigate the effectiveness of fibrin glue in comparison with polyglycolic acid suture to promote the closure of rabbit's vaginal vault, after abdominal hysterectomy. METHODS: Twenty female, adults, New Zealand rabbits, were submitted to abdominal hysterectomy and randomly distributed to polyglycolic acid suture (G-PA / n=10) or fibrin glue closure of vaginal vault (G-FG / n=10). Radiograph study allowed identifying vault vaginal suture disrupter or fistulas to urinary bladder or rectum. Videovaginoscopy study allowed identifying the presence of cellulites, abscess formation, tissue granulation or granuloma. Vaginal cuff burst test allowed to identify by the escape of air bubbles and rupture pression record. Histological sections stained with Picrosirius red allowed the measure of fibrous tissue healing. RESULTS: The videovaginoscopy identified a significant difference (Fisher Test p<0.3142) of granulation tissue in the animals of G-PA (40%) in comparison with the G-FG (20%). The gross inspection showed the same relation in the granulation tissue occurrence (Fisher test p< 0.1749) with G-PA (50%) and G-FB (20%). The visceral adhesion to the vaginal vault wound was statistical significant (Fisher test p< 0.1749) with G-PA (50%) and G-FG (20%). The pressure of rupture (mm Hg) of the burst test was similar (p<0.0421) in the animals of G-PA (61.5±19.3) and G-FG (72.5±21.9). The collagen matrix of vault wound healing was similar (p< 0.0231) between the G-PA (31.63±15) and the G-FG (23.2±13.2). CONCLUSION: The vaginal vault closure using the fibrin glue is a safe and reliable procedure after abdominal hysterectomy in female rabbit model.

OBJETIVO: Investigar a eficácia da cola de fibrina e da sutura usando fio de ácido poliglicólico para promover o fechamento da cúpula vaginal de coelhas, após histerectomia abdominal. MÉTODOS: Vinte coelhos fêmeas, New Zealand, adultas foram submetidas à histerectomia abdominal e distribuídas para sutura da cúpula vaginal com fio de ácido poliglicólico (G-PA / n=10) ou cola de fibrina (G-FG / n=10). Estudo radiológico foi realizado para identificar deiscências ou fístulas vesicais ou retais. Videovaginoscopia foi realizada para identificar a presença de secreções, abscessos, tecido de granulação ou granuloma tipo corpo estranho. Teste in vitro de pressão de rompimento sob selo d'água foi realizado para identificar a perviedade da sutura. O tecido de cicatrização foi estudado pela coloração com picrosirius red para mensuração do tecido fibrótico. RESULTADOS: A videovaginoscopia mostrou uma diferença significante (Teste de Fisher p<0,3142) no tecido de granulação do grupo G-PA (40%) em comparação com o grupo G-FG (20%). A análise macroscópica mostrou a mesma relação com o tecido de granulação (Teste de Fisher p< 0.1749) com G-PA (50%) e G-FB (20%). A aderência visceral à cúpula vaginal foi estatisticamente significativa (Teste de Fisher p< 0.1749) com o G-PA (50%) e G-FG (20%). A pressão de rompimento (mmHg) foi similar (p<0.0421) nos animais do grupo G-PA (61.5±19.3) e G-FG (72.5±21.9). A matriz colagenosa do tecido de cicatrização teve resultados semelhantes (p< 0.0231) entre G-PA (31.63±15) e G-FG (23.2±13.2). CONCLUSÃO: O fechamento da cúpula vaginal usando cola de fibrina é um procedimento seguro e confiável após histerectomia abdominal em coelhos fêmeas.
Assunto Hysterectomy
Fibrin Tissue Adhesive
Vagina
Rabbits
Histerectomia
Adesivo Tecidual de Fibrina
Vagina
Coelhos
Idioma Inglês
Data 2009-02-01
Publicado em Acta Cirurgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 24, n. 1, p. 30-35, 2009.
ISSN 0102-8650 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia
Extensão 30-35
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-86502009000100007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000264560300006
SciELO S0102-86502009000100007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/4886

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-86502009000100007.pdf
Tamanho: 264.0Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta