Engendrando gênero na compreensão das lesões por esforços repetitivos

Engendrando gênero na compreensão das lesões por esforços repetitivos

Autor Oliveira, Eleonora Menicucci de Autor UNIFESP Google Scholar
Barreto, Margarida Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Faculdade de Medicina
Resumo This study is the result of a joint reflection by the authors starting from different experiences of contact with women and men workers suffering of RSI. These contacts were made possible by the attendance of these workers forwarded by the Centros de Referência de Saúde do Trabalhador (Worker's Health Reference Centers) to the out-patient services of UNIFESP/EPM, by the authors ongoing research with women and men workers of Hospital São Paulo and by the medical practice of the Chemical, Plastic, Cosmetics and Similar Industry Workers Union of the State of São Paulo. The guiding thread of the work is the inclusion of the category of gender to understand the different impacts of RSI in the lives of women and men in the world of the new technologies that create new workers, new diseases and new excluded people.This approach has revealed the forgotten field of subjectivity in the lives of these workers.The study pointed out that to acquiring RSI is bringing the company and its productive processes into the home, where the feelings of guilt are reinforced, with implications and interferences in the daily affective relationships.

Fruto de uma reflexão conjunta realizada pelas autoras a partir de diferentes experiências no contato com trabalhadores mulheres e homens portadores das Lesões por Esforços Repetitivos (L.E.R.s). Contatos estes, que foram possíveis pelo atendimento desses trabalhadores encaminhados pelos Centros de Referência de Saúde do Trabalhador para os serviços ambulatoriais da UNIFESP/ EPM, pelas pesquisas que as autoras estão desenvolvendo com trabalhadores do Hospital São Paulo e pela prática médica no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Plásticas, Cosméticos e Similares de São Paulo.O fio condutor do trabalho é a incorporação da categoria gênero para compreender o impacto diferenciado das L.E.R.s na vida das mulheres e dos homens, no mundo das novas tecnologias que criam novas(os) trabalhadoras(es), novas(os) doentes e excluídas(os). Esta abordagem desvendou a esfera esquecida da subjetividade na vida desses trabalhadores.O estudo apontou que adquirir L.E.R. é trazer empresa e os seus processos produtivos para o interior da casa, onde o sentimento de culpa se reforça, com implicações e interferências nas relações afetivas do cotidiano.
Assunto workers
gender
fear
subjectivity
disease
exclusion
guilt
trabalhadores
gênero
medo
subjetividade
doença
exclusão
culpa
Idioma Português
Data 1997-07-01
Publicado em Saúde e Sociedade. Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública., v. 6, n. 1, p. 77-99, 1997.
ISSN 0104-1290 (Sherpa/Romeo)
Editor Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo.Associação Paulista de Saúde Pública.
Extensão 77-99
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-12901997000100006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-12901997000100006 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/500

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0104-12901997000100006.pdf
Tamanho: 2.062Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta