Transitional lumbosacral vertebrae and low back pain: diagnostic pitfalls and management of Bertolotti's syndrome

Transitional lumbosacral vertebrae and low back pain: diagnostic pitfalls and management of Bertolotti's syndrome

Título alternativo Dor lombar associada à vértebra de transição lombossacra: dificuldades no diagnóstico e manejo da síndrome de Bertolotti
Autor Almeida, Daniel Benzecry De Google Scholar
Mattei, Tobias Alécio Google Scholar
Sória, Marília Grando Google Scholar
Prandini, Mirto Nelso Autor UNIFESP Google Scholar
Leal, André Giacomelli Google Scholar
Milano, Jerônimo Buzzeti Google Scholar
Ramina, Ricardo Google Scholar
Instituição Instituto de Neurologia de Curitiba Department of Neurosurgery
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Bertolotti's syndrome is a spine disorder characterized by the occurrence of a congenital lumbar transverse mega-apophysis in a transitional vertebral body that usually articulates with the sacrum or the iliac bone. It has been considered a possible cause of low back pain. METHOD: We analyzed the cases of Bertolotti's syndrome that failed clinical treatment and reviewed the literature concerning this subject. RESULTS: Five patients in our series had severe low back pain due to the neo-articulation and two of them were successfully submitted to surgical resection of the transverse mega-apophysis. Taking into account the clinical and surgical experience acquired with these cases, we propose a diagnostic-therapeutic algorithm. CONCLUSION: There is still no consensus about the most appropriate therapy for Bertolotti's syndrome. In patients in whom the mega-apophysis itself may be the source of back pain, surgical resection may be a safe and effective procedure.

OBJETIVO: A síndrome de Bertolotti é uma desordem congênita da coluna vertebral caracterizada pela ocorrência de uma mega-apófise transversa lombar em uma vértebra de aspecto transicional, que geralmente se articula com o sacro ou com o osso ilíaco. Tal síndrome tem sido considerada possível causa de dor lombar. MÉTODO: Análise dos casos de síndrome de Bertolotti que apresentavam dor lombar sem melhora com tratamento conservador e revisão dos artigos publicados. RESULTADOS: Foram revisados cinco pacientes que não apresentaram melhora com o tratamento clínico, sendo que dois foram submetidos à ressecção cirúrgica da mega-apófise transversa. Considerando a experiência adquirida com estes casos, os autores propõem um algoritmo para diagnóstico e tratamento da Síndrome de Bertolotti. CONCLUSÃO: Ainda não há consenso sobre qual é a terapia mais apropriada para a Síndrome de Bertolotti. Em pacientes em que a mega-apófise parece ser a origem da lombalgia, a ressecção cirúrgica parece ser um procedimento seguro e efetivo.
Assunto low back pain
lumbosacral region
spine
dor lombar
região lombossacral
coluna vertebral
Idioma Inglês
Data 2009-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 67, n. 2a, p. 268-272, 2009.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Editor Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 268-272
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2009000200018
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2009000200018 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5022

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-282X2009000200018.pdf
Tamanho: 667.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta