Prevalence of pressure ulcers among the elderly living in long-stay institutions in São Paulo

Prevalence of pressure ulcers among the elderly living in long-stay institutions in São Paulo

Título alternativo Prevalência de úlcera por pressão em instituições de longa permanência para idosos em São Paulo
Autor Chacon, Julieta Maria Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Blanes, Leila Autor UNIFESP Google Scholar
Hochman, Bernardo Autor UNIFESP Google Scholar
Ferreira, Lydia Masako Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT AND OBJECTIVE: The prevalence of pressure ulcers varies according to geographic region and population group, such as the institutionalized elderly. The aim of this study was to identify the prevalence of pressure ulcers among elderly people living in long-stay institutions. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional study in six long-stay institutions for the elderly in São Paulo, Brazil. METHODS: Demographic and clinical data were collected in six long-stay institutions on two visits to each institution between May and August 2007, during which all elderly patients with pressure ulcers were evaluated. The Braden scale was used to identify the risk of developing pressure ulcers and the National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) stages for classifying the pressure ulcers. Statistical analysis was performed using the chi-square test, Student's t-test and Fisher's exact test. RESULTS: There was no significant difference in the results between visits. The population was 181 elderly people in May and 184 in August: 23 had pressure ulcers in May (prevalence of 12.7%) and 17 in August (prevalence of 9.2%). The mean age at the two times was 84 years, and the average length of stay was 32 months. Pressure ulcers were found mainly in the sacral region (mean, 71.5%), and most commonly in stage II (mean, 41%). CONCLUSION: The prevalence of pressure ulcers was 10.95%. These data provide background information that may aid in developing protocols for applying best practices for prevention and treatment of pressure ulcers, consequently reducing the prevalence.

CONTEXTO E OBJETIVO: A prevalência de úlcera por pressão (UP) varia de acordo com a região geográfica e grupo populacional, como idosos institucionalizados. O objetivo foi identificar a prevalência de UP em instituições de longa permanência para idosos (ILPI). TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal em seis ILPI em São Paulo. MÉTODOS: A coleta de dados demográficos e clínicos foi realizada em seis ILPI durante duas visitas a cada instituição no período de maio a agosto de 2007, sendo avaliados todos os idosos com UP. Foi utilizada a Escala de Braden para identificar o risco de desenvolver UP e o National Pressure Ulcer Advisory Panel (NPUAP) para a classificação das UP. Foram realizados os testes: Exato de Fisher, Q-Quadrado e t-Student para análise estatística. RESULTADOS: Não houve significância estatística nos resultados encontrados. A população era de 181 idosos em maio e 184 em agosto, sendo 23 idosos com UP (prevalência de 12,7%) e 17 idosos com UP (prevalência de 9,2%) respectivamente. A média de idade nos dois períodos foi de 84 anos, e 32 meses de permanência nas Instituições. A região sacral foi a mais frequente com média de 71,5% e as úlceras no estágio II com média de 41%. CONCLUSÃO: A prevalência de UP foi de 10,95%. Estes dados fornecem informações de base que podem auxiliar no desenvolvimento de protocolos para a aplicação de melhores práticas na prevenção e tratamento de úlceras de pressão, consequentemente reduzindo a prevalência.
Assunto Prevalence
Pressure ulcer
Nursing homes
Health services for the aged
Nursing care
Prevalência
Úlcera de pressão
Casas de saúde
Serviços de saúde para idosos
Cuidados de enfermagem
Idioma Inglês
Data 2009-07-01
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 127, n. 4, p. 211-215, 2009.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 211-215
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31802009000400006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31802009000400006 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5126

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1516-31802009000400006.pdf
Tamanho: 231.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta