Factors associated with functional balance and mobility among elderly diabetic outpatients

Factors associated with functional balance and mobility among elderly diabetic outpatients

Título alternativo Fatores associados ao equilíbrio funcional e à mobilidade em idosos diabéticos ambulatoriais
Autor Cordeiro, Renata Cereda Autor UNIFESP Google Scholar
Jardim, José Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Perracini, Monica Rodrigues Google Scholar
Ramos, Luiz Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Cidade de São Paulo
Resumo OBJECTIVES: To characterize balance and mobility among diabetic elderly outpatients and to estimate the extent to which functional balance and mobility abnormalities can be influenced by sociodemographic, clinical and other functional factors in a cross-sectional study. METHODS: Ninety-one elderly (65+ years) outpatients were assessed. Mobility was evaluated by the Timed Up and Go Test (TUGT) and the balance, by the Berg Balance Scale (BS). RESULTS: TUGT mean score was 15.65 ± 5.9 seconds and BS mean score was 49.31 ± 7.3 points. Using linear regression analysis (α < 0.05), significant and independent positive relationships were obtained between TUGT and age, daily activities (ADL/IADL), step strategy, and proprioceptive sensitivity. Factors negatively associated with BS were: ADL/IADL, step strategy, proprioceptive sensitivity, orthostatic hypotension (OH) and conflictive sensory conditions. CONCLUSION: Elderly diabetic outpatients show abnormal balance and mobility related mainly to advanced age, disability, absence of step strategy, absence of proprioceptive sensitivity and presence of OH.

OBJETIVOS: Caracterizar o equilíbrio e a mobilidade de idosos diabéticos ambulatoriais e estimar o quanto suas anormalidades podem ser influenciadas por fatores sociodemográficos, clínicos e funcionais globais em um estudo transversal. MÉTODOS: 91 idosos (65 + anos) ambulatoriais foram avaliados quanto à mobilidade pelo Timed Up and Go Test (TUGT) e ao equilíbrio, pela Berg Balance Scale (BS). RESULTADOS: A média dos escores do TUGT foi de 15,65 ± 5,9 segundos e da BS, de 49,31 ± 7,3 pontos. Empregando-se análise de regressão linear (α < 0,05), associações significantes positivas e independentes foram obtidas entre o TUGT e idade, atividades cotidianas, estratégia do passo atrás e sensibilidade proprioceptiva. Os fatores associados negativamente à BS foram: atividades cotidianas, estratégia do passo, sensibilidade proprioceptiva, hipotensão ortostática (HO) e condições sensoriais conflituosas. CONCLUSÃO: Idosos diabéticos ambulatoriais apresentam equilíbrio e mobilidade prejudicados, relacionados principalmente à idade avançada, limitação para atividades diárias, ausência de estratégia de equilíbrio, prejuízo na sensibilidade proprioceptiva e a presença de HO.
Assunto Aged
frail elderly
activities of daily living
postural balance
mobility limitation
diabetes mellitus, type 2
Idoso
idoso frágil
atividades cotidianas
equilíbrio postural
limitação da mobilidade
diabetes melito tipo 2
Idioma Inglês
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2009-10-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, v. 53, n. 7, p. 834-843, 2009.
ISSN 0004-2730 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Extensão 834-843
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302009000700007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-27302009000700007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5276

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-27302009000700007.pdf
Tamanho: 223.6Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta