Roll-over test in primigravidae attending a public primary care service

Roll-over test in primigravidae attending a public primary care service

Autor Marcopito, Luiz Francisco Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE:To determine the roll-over test (ROT) performance in predicting pregnancy-induced hypertension (PIH) in primigravidae aged 15-29 years in a public primary care service. METHOD: Prospective cohort study enrolling 369 consecutive and initially normotensive primigravidae. The ROT was applied within 28-32 weeks of pregnancy. PIH was defined as diastolic blood pressure (DBP) 90 mm Hg or systolic blood pressure (SBP) 140 mm Hg, or a rise in DBP 15 mm Hg or a rise in SBP 30 mm Hg. The ROT prognostic properties were calculated, and a receiver operating characteristic (ROC) curve was constructed. RESULTS: For the 20 mm Hg cutoff point, sensitivity was 20% and specificity was 93%. Positive and negative predictive values were, respectively, 23% and 92%, for a PIH cumulative incidence of 9.5%. With other cutoff points, the ROC curve showed a poor discriminatory value of the test. CONCLUSION: The ROT was not useful for predicting PIH in a primary prenatal care setting.

OBJETIVO: Determinar o desempenho do teste da posição supina, ou roll-over test (ROT), na predição da doença hipertensiva específica da gravidez, ou pregnancy-induced hypertension (PIH), em primigestas de 15-29 anos de idade num serviço público de atendimento primário. MÉTODO: Estudo prospectivo arrolando 369 consecutivas primigestas, inicialmente normotensas. O ROT foi aplicado entre as 28a. e 32a. semanas de gravidez. Definiu-se PIH como desenvolvimento de pressão arterial diastólica (DBP) ³ 90 mm Hg ou pressão arterial sistólica (SBP) 140 mm Hg, ou elevação 15 mm Hg na DBP ou elevação 30 mm Hg na SBP. As propriedades prognósticas do ROT foram calculadas e construiu-se uma curva de desempenho do teste (ou receiver operating characteristic curve - curva ROC). RESULTADOS: Com o ponto de corte de 20 mm Hg a sensibilidade foi de 20% e a especificidade 93%. Os valores preditivos positivo e negativo foram, respectivamente, 23% e 92%, para a incidência cumulativa de PIH de 9,5%. Com outros pontos de corte, a curva ROC desenhou o fraco valor descriminatório do teste. CONCLUSÃO: O ROT não se mostrou útil na predição de PIH num serviço pré-natal de atendimento primário.
Assunto Pregnancy
Pregnancy-induced hypertension
Toxemia
Pre-eclampsia
Roll-Over Test
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data 1997-10-01
Publicado em São Paulo Medical Journal. Associação Paulista de Medicina - APM, v. 115, n. 5, p. 1533-1536, 1997.
ISSN 1516-3180 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Paulista de Medicina - APM
Extensão 1533-1536
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1516-31801997000500004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1516-31801997000500004 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/536

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1516-31801997000500004.pdf
Tamanho: 833.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta