Alcohol use and falls among the elderly in Metropolitan São Paulo, Brazil

Alcohol use and falls among the elderly in Metropolitan São Paulo, Brazil

Título alternativo Consumo de álcool e ocorrência de quedas entre idosos na Região Metropolitana de São Paulo, Brasil
Autor Lima, Maria Cristina Pereira Google Scholar
Simão, Maria Odete Google Scholar
Oliveira, Janaina Barbosa De Google Scholar
Cavariani, Mariana Braga Google Scholar
Tucci, Adriana Marcassa Autor UNIFESP Google Scholar
Kerr-correa, Florence Google Scholar
Instituição Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo The objectives of this study are to identify the pattern of alcohol use among the elderly and to analyze its association with falls. A population-based survey was conducted in a sample of Metropolitan São Paulo, Brazil, using the GENACIS questionnaire, Gender, Alcohol and Culture: An International Study. Adjusted prevalence ratios were calculated using Poisson Regression with robust variance, and the dependent variable was the occurrence of falls. Interviews were carried out with 432 subjects whose average age was 69.5 years. Regarding alcohol use 50.9% were lifetime abstainers, 25.5% had not drunk in the previous year and 23.6% were current drinkers. Among the latter, 14 (13.7%) were heavy drinkers. In the previous year 24.5% people had falls, which were associated with being a heavy drinker and being older. Although a relationship between being a heavy drinker and falls found in this survey does not allow for inferences on causality, this association supports the hypothesis that alcohol abuse in later life might be related with health problems.

Este estudo se propõe a identificar o padrão de uso de álcool entre idosos e analisar sua associação com quedas. Foi conduzido um estudo transversal, de base populacional, com amostra estratificada da Região Metropolitana de São Paulo, Brasil, utilizando-se o questionário Gênero, Álcool e Cultura: Um Estudo Internacional (GENACIS). A análise estatística utilizou o teste de qui-quadrado e a regressão de Poisson, com variância robusta. A ocorrência de quedas foi considerada a variável dependente. Entrevistas foram conduzidas com 432 sujeitos, com idade média de 69,5 anos. Em relação ao uso de álcool, 50,9% nunca haviam feito uso, 25,5% não bebeu no último ano e 23,6% fizeram uso de álcool no último ano. Entre os bebedores, 14 (13,7%) relataram uso de risco de álcool. No ano anterior, 24,5% relataram quedas, que se associou a uso de risco de álcool e a ser mais velho. Embora a relação entre uso de risco de álcool e quedas encontrada neste estudo não permita inferir causalidade, tal associação sustenta a hipótese de que abuso de álcool entre idosos pode estar relacionado a problemas de saúde.
Assunto Alcohol Drinking
Alcoholism
Accidental Falls
Aged
Consumo de Bebidas Alcoólicas
Alcoolismo
Acidentes por Quedas
Idoso
Idioma Inglês
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data 2009-12-01
Publicado em Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 25, n. 12, p. 2603-2611, 2009.
ISSN 0102-311X (Sherpa/Romeo)
Editor Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz
Extensão 2603-2611
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009001200007
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-311X2009001200007 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5383

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-311X2009001200007.pdf
Tamanho: 94.44Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta