Assédio moral entre docentes de instituição pública de ensino superior do Brasil

Assédio moral entre docentes de instituição pública de ensino superior do Brasil

Título alternativo Moral harassment among professors in a public university in Brazil
Asedio moral entre docentes de una institución pública de enseñanza universitaria en Brasil
Autor Caran, Vânia Cláudia Spoti Google Scholar
Secco, Iara Aparecida de Oliveira Google Scholar
Barbosa, Dulce Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Robazzi, Maria Lúcia do Carmo Cruz Google Scholar
Instituição Iindústria Sucro Alcooleira no Estado de São Paulo
Universidade Estadual de Londrina Hospital Universitário
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo OBJECTIVE: To identify the existence of moral harassment (SA) among professors in a public university in Brazil. METHODS: This was a quantitative, descriptive and sectional research; the sample consisted of 54 professors (62.8%) who answered questions about moral harassment at work. RESULTS: Most were women (92.6%), between 40 and 59 years (72.2%), working at the institution less than 15 years (61.1), 40.7% admitted being victims of SA at work, 59.3% knew the fellow who had suffered SA and 70.4% stated that it is a common problem in the institution. The cases described participation of: chiefs, superiors, peers, teachers and advisers. CONCLUSION: Universities are places where there is competition for positions and for research/publication resources, which facilitates the occurrence of this phenomenon. The individualities must be overcome with ethical values such as equity and solidarity to avoid the happening of moral harassment.

OBJETIVO: Identificar la existencia de asedio moral (AM) entre los docentes de una institución pública de enseñanza universitaria en Brasil MÉTODOS: Se trata de un estudio cuantitativo y descriptivo de corte transversal abarcando una muestra de 54 profesores (62,8%) que respondieron a un instrumento que contenía preguntas sobre asedio moral en el trabajo. RESULTADOS: La mayoría era mujer (92,6%), entre 40 a 59 años (72,2%), con tiempo de trabajo institucional inferior a 15 años (61,1); 40,7% admitieron haber sido víctimas de AM en el trabajo; 59,3% conocían a los compañeros que habían sufrido AM y, 70,4% afirmaron que es un problema común en la institución. Las descripciones de los casos envolvieron a jefes, superiores, compañeros, profesores, docentes y orientadores. CONCLUSIÓN: Las universidades son locales donde se compite por cargos, por recursos para investigaciones y para publicaciones, lo que facilita la ocurrencia de este fenómeno. Las individualidades deben ser superadas por valores, como equidad y solidaridad para que no sucedan este tipo de situaciones.

OBJETIVO: Identificar a existência de assédio moral (AM) entre os docentes de uma instituição pública de ensino superior do Brasil MÉTODOS: Estudo quantitativo e descritivo de corte transversal abrangendo amostra de 54 professores (62,8%) que responderam a um instrumento contendo questões sobre AM no trabalho. RESULTADOS: A maioria era mulher (92,6%), entre 40 a 59 anos (72,2%), com tempo de trabalho institucional inferior a 15 anos (61,1); 40,7% admitiram já ter sido vítimas de AM no trabalho; 59,3% conheciam colegas que haviam sofrido AM e 70,4% afirmaram que é um problema comum na instituição. Descrições dos casos envolveram chefes/superiores, colegas e professores/docentes/orientadores. CONCLUSÃO: Universidades são locais onde acontecem competições por cargos, recursos para pesquisas e publicações, o que facilita a ocorrência desse fenômeno. As individualidades devem ser superadas por valores, como equidade e solidariedade para que não aconteçam esses tipos de situações.
Assunto Occupational health
Faculty
Ethics
Moral damage
Social behavior
Saúde do trabalhador
Docentes
Ética
Dano moral
Comportamento social
Idioma Português
Data 2010-01-01
Publicado em Acta Paulista de Enfermagem. Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), v. 23, n. 6, p. 737-744, 2010.
ISSN 0103-2100 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 737-744
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002010000600004
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000287823200004
SciELO S0103-21002010000600004 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5473

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0103-21002010000600004-en.pdf
Tamanho: 214.3Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir
Nome: S0103-21002010000600004-pt.pdf
Tamanho: 213.9Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta