Uso da biocerâmica no preenchimento de falhas ósseas

Uso da biocerâmica no preenchimento de falhas ósseas

Título alternativo Use of bioceramics in filling bone defects
Autor Garrido, Carlos Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Sampaio, Tania Clarete Fonseca Vieira Sales Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
UFMG
Resumo OBJETIVE: To present the results of the use of biological ceramic in filling bone defects resulting from traumatic or orthopedic injuries. METHODS: We evaluated 36 patients with bone defects caused by trauma or orthopedic injury. Nineteen patients were male (52.8%) and 17 were female (47.2%). Age ranged from 19 to 84 years, with a mean of 45.7 years and median of 37 years. We only included patients with defects which required at least five grams of biological ceramic. Eighteen cases were classified as orthopedic; bone defects were observed in 11 of the total hip arthroplasties; one case of primary total hip arthroplasty, by coxarthrosis; femoral or tibial open wedge osteotomies, five cases; and tarsal arthrodesis, one case. There were 18 cases of trauma-related defects; uninfected pseudarthrosis, 8 cases; recent fractures of the tibial plateau with compression of the spongious bone, 3 cases; and fractures treated with external fixators, 7 cases. The surgical technique consisted of curetting and debriding the injury until viable bone for grafting was found. Biological ceramic was used to fill the gap and some kind of fixation was applied. RESULTS: Of the 36 patients evaluated, we observed that 35 (97.2%) showed integration of biological ceramic, 1 case of open fracture treated with external fixation had poor integration of biological ceramic. CONCLUSION: Treatment of bone defects of orthopedic or traumatic etiology with the use of a phospho-calcium ceramic composed of hydroxyapatite, has been proven as practical, effective and safe.

OBJETIVO: Apresentar os resultados encontrados com o uso da biocerâmica no preenchimento das falhas ósseas decorrentes de lesões traumáticas ou ortopédicas. MÉTODO: Foram avaliados 36 pacientes, portadores de falhas ósseas de etiologia pós-traumática ou ortopédica, 19 pacientes do sexo masculino (52,8%) e 17 do sexo feminino (47,2%). A idade variou de 19 a 84 anos, com média de 45,7 anos e mediana de 37 anos. Foram incluídos apenas os pacientes com falhas que necessitaram, no mínimo, cinco gramas de biocerâmica. Foram classificadas como ortopédicas o total de 18 casos; as falhas ósseas observadas nas revisões de artroplastias totais do quadril, 11 casos; artroplastia total do quadril, primária, por coxartrose, um caso; osteotomias de fêmur ou tíbia de cunha aberta, cinco casos, e artrodese do tarso, um caso. Como falhas pós-traumática, 18 casos; as pseudoartroses não infectadas, oito casos; fraturas recentes do planalto tibial com compressão do osso esponjoso, três casos; fraturas expostas tratadas com fixadores externos, sete casos. A técnica cirúrgica utilizada foi o de curetar e desbridar a lesão até se encontrar osso de aspecto viável a enxertia, a seguir utilizou-se a biocerâmica para preenchimento da falha e algum tipo de fixação. RESULTADO: Dos 36 pacientes avaliados, observou-se que 35 (97,2%) apresentaram integração da biocerâmica, um caso de fratura exposta tratada com fixador externo apresentou integração deficiente da biocerâmica. CONCLUSÃO: O tratamento de falhas ósseas de etiologia pós-traumática ou ortopédica, com o uso da cerâmica fosfocálcica composta de hidroxiapatita, se revelou um método prático, eficaz e seguro.
Assunto Bone and bones
Biocompatible materials
Ceramics
Durapatite
Osso e ossos
Materiais biocompatíveis
Cerâmica
Durapatita
Idioma Português
Data 2010-01-01
Publicado em Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, v. 45, n. 4, p. 433-438, 2010.
ISSN 0102-3616 (Sherpa/Romeo)
Editor Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
Extensão 433-438
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0102-36162010000400016
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0102-36162010000400016 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5497

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0102-36162010000400016.pdf
Tamanho: 1.077Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta