O difícil acesso a serviços de média complexidade do SUS: o caso da cidade de São Paulo, Brasil

O difícil acesso a serviços de média complexidade do SUS: o caso da cidade de São Paulo, Brasil

Título alternativo The difficult access to secondary health care services: São Paulo city case study, Brazil
Autor Spedo, Sandra Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Pinto, Nicanor Rodrigues Da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Tanaka, Oswaldo Yoshimi Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo The population access to the secondary health care services is being pointed, by managers and researchers, as one of the challenges to the implementation of integrality in the Brazilian National Health System (SUS). This paper aims to evaluate the mechanisms used by SUS manager's, in the city of São Paulo, to guarantee medical assistance, from 2005 to 2008. The strategy of case study was chosen, using as data sources such as managers interviews, focus groups with SUS users, and participative observation. Thematic analysis was performed on health services organization, with theoretical references of the integrality concept. We tried to describe the path covered by the users to have access to the services, based on the view of users and managers. Secondary health care services were identified by managers as the neck of a bottle and one of the main obstacle to the SUS integrality. To overcome this situation, the municipal manager invested in the computerization of services, as an isolated step, and still, without considering user´s needs. However, this technological incorporation had low impact on the improvement of the population access to the secondary health care services, which was confirmed by user's source. It is argued that to face such complex problem it will be necessary to articulate actions, not only in health politics but also in health services organization and also in the (re)organization of the working process in any other level of the health system.

O acesso aos serviços de média complexidade tem sido apontado, por gestores e pesquisadores, como um dos entraves para a efetivação da integralidade do SUS. Este artigo teve o objetivo de avaliar mecanismos utilizados pela gestão do SUS, no município de São Paulo, para garantir acesso à assistência de média complexidade, durante o período de 2005 a 2008. Optou-se pela estratégia de estudo de caso, utilizando as seguintes fontes de evidência: entrevistas com gestores; grupo focal com usuários e observação participante. Utilizouas técnica de análise temática, a partir do referencial teórico da integralidade da assistência, na dimensão da organização de serviços. Buscou-se descrever os caminhos percorridos pelos usuários para acessar os serviços da média complexidade, a partir da visão dos gestores e dos próprios usuários. A média complexidade foi identificada, pelos gestores, como o gargalo do SUS e um dos principais obstáculos para a construção da integralidade. Para enfrentar essa situação, o gestor municipal investiu na informatização dos serviços, como medida isolada e, ainda, sem considerar a necessidade dos usuários. Sendo assim, essa incorporação tecnológica teve pouco impacto na melhoria do acesso, o que se confirmou no relato dos usuários. Discute-se que para o enfrentamento de um problema tão complexo são necessárias ações articuladas, tanto no âmbito da política de saúde, quanto da organização dos serviços, bem como a (re)organização do processo de trabalho em todos os níveis do sistema de saúde.
Assunto secondary health services
integrality
health management
Single Health System
health policy
média complexidade
integralidade
gestão em saúde
Sistema Único de Saúde
política de saúde
Idioma Português
Data 2010-01-01
Publicado em Physis: Revista de Saúde Coletiva. IMS-UERJ, v. 20, n. 3, p. 953-972, 2010.
ISSN 0103-7331 (Sherpa/Romeo)
Editor IMS-UERJ
Extensão 953-972
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312010000300014
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0103-73312010000300014 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/5566

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0103-73312010000300014.pdf
Tamanho: 658.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta