Endométrio na janela de implantação em mulheres com síndrome dos ovários policísticos

Endométrio na janela de implantação em mulheres com síndrome dos ovários policísticos

Título alternativo Endometrium in women with polycystic ovary syndrome during the window of implantation
Autor Lopes, Ione Maria Ribeiro Soares Autor UNIFESP Google Scholar
Baracat, Maria Cândida Pinheiro Google Scholar
Simões, Manuel de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Simões, Ricardo Santos Google Scholar
Baracat, Edmund Chada Autor UNIFESP Google Scholar
Soares Júnior, José Maria Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Universidade Federal do Piauí
Universidade de São Paulo (USP)
Resumo The human endometrium undergoes to a complex series of prolifertive and secretory changes in each menstrual cycle and displays only a short period of receptivity, known as the window of implantation, necessary for the implantation of the blastocyst in the uterus. The implantation process occurs in a sequential manner, leading to the establishment of pregnancy. Morphofunctional changes during this period may prevent or hinder the implantation. For this reason, the study of the endometrium at this stage is important for the improvement of therapies that may interfere with the mechanisms involved in maternal-embryonic interaction. Several gynecological disorders, including polycystic ovary syndrome (PCOS), are associated with decreased fertility and uterine receptivity. In spite of recent advances in assisted reproduction techniques, allowing the selection of high quality embryos, the implantation rate remains low and has not increased enough in recent decades. This article aims at reviewing the endometrial aspects of the window of implantation in women with polycystic ovary syndrome, focusing mainly on adhesion molecules. For that purpose, we analyzed 105 articles published in journals indexed in PubMed in the last 50 years (up to May 2011). In conclusion, the endometrial receptivity seems to be the major limiting factor for the establishment of pregnancy in a large number of gynecological diseases, including PCOS, and treatment to improve implantation rates is likely to be taken towards this direction.

O endométrio humano é submetido a uma complexa série de mudanças proliferativas e secretórias em cada ciclo menstrual e exibe somente pequeno período de receptividade, conhecido como janela de implantação, necessário para a nidação do blastocisto no útero. O processo da implantação ocorre de forma sequencial, levando ao estabelecimento da gravidez. Alterações morfofuncionais durante este período podem impedir ou dificultar a implantação. Por este motivo, o estudo do endométrio nesta fase é importante para o aprimoramento de terapias que possam interferir nos mecanismos envolvidos na interção materno-embrionária. Várias doenças ginecológicas, incluindo a síndrome dos ovários policísticos (SOP), estão associadas à diminuição da fecundidade e da receptividade uterinas. Apesar de recentes avanços nas técnicas de reprodução assistida, permitindo a seleção de embriões de alta qualidade, a taxa de implantação continua baixa e não tem aumentado suficientemente nas últimas décadas. O presente artigo tem como objetivo revisar os aspectos endometriais da janela de implantação em mulheres com a síndrome dos ovários policísticos, focando especialmente as moléculas de adesão. Para tanto, nos valemos da análise de 105 artigos publicados em revistas indexadas no PUBMED nos últimos 50 anos (até maio de 2011). Como conclusão, a receptividade endometrial parece ser o maior fator limitante no estabelecimento da gestação em grande número de doenças ginecológicas, incluindo a SOP, e o tratamento para melhorar as taxas de implantação possivelmente será nessa direção.
Assunto Endometrium
embryo implantation
cell adhesion molecules
infertility, female
Endométrio
implantação do embrião
moléculas de adesão celular
infertilidade feminina
Idioma Português
Data 2011-12-01
Publicado em Revista da Associação Médica Brasileira. Associação Médica Brasileira, v. 57, n. 6, p. 702-709, 2011.
ISSN 0104-4230 (Sherpa/Romeo)
Editor Associação Médica Brasileira
Extensão 702-709
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0104-42302011000600020
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0104-42302011000600020 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/6734

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0104-42302011000600020.pdf
Tamanho: 234.2Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta