Próteses auditivas e tempos de recuperação: estudo segundo status cognitivo

Próteses auditivas e tempos de recuperação: estudo segundo status cognitivo

Título alternativo Hearing aids and recovery times: a study according to cognitive status
Autor Ghiringhelli, Rosângela Autor UNIFESP Google Scholar
Iorio, Maria Cecilia Martinelli Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Studies have shown that elderly people with cognitive impairments benefit more from hearing aids with slower recovery times. OBJECTIVE: To study participation constraints and speech recognition in noise of elderly subjects equipped with hearing aids of different recovery times according to cognitive impairment status. METHOD: Fifty subjects aged between 60 and 80 years were followed for four months. They were divided at first in groups of individuals without (G1; n = 24) and with (G2; n = 26) cognitive impairment based on results of the Alzheimer's Disease Assessment Scale -Cognitive Sub-scale test. Half the members of each group received hearing aids with faster recovery times and half got slower recovery aids, thus forming four groups: two without cognitive impairment (faster recovery - G1F; slower recovery - G1S) and two suspected for cognitive impairment (faster recovery - G2F; slower recovery - G2S). All subjects were interviewed, submitted to basic audiological assessment, asked to answer the Hearing Handicap Inventory for the Elderly questionnaire, and tested for speech recognition in noise. ANOVA, McNemar's test, and the Chi-square test were applied. The significance level was set at 5%. RESULTS: There was significant improvement in participation constraint and speech recognition in noise with hearing aids alone. Sub-group G2F needed more favorable signal-to-noise ratios to recognize 50% of the speech in noise. CONCLUSION: Participation constraint and speech recognition in noise were improved regardless of recovery times or cognitive impairment status.

Estudos demonstram que idosos com dificuldades cognitivas apresentam maior benefício com próteses auditivas com tempos lentos de recuperação. OBJETIVO: Estudar as restrições de participação e reconhecimento de sentenças no ruído em idosos com próteses auditivas com diferentes tempos de recuperação segundo o status cognitivo. MÉTODO: Foram selecionados, avaliados e acompanhados por quatro meses 50 idosos, 60-80 anos, que inicialmente formaram os grupos-estudo sem (G1-24 idosos) e com (G2-26 participantes) alteração cognitiva conforme resultados do teste Alzheimer's Disease Assessment Scale-Cognitive Subscale. Metade de cada grupo recebeu próteses auditivas com tempo de recuperação mais rápido e metade lento, formando-se quatro grupos: dois sem alteração cognitiva (tempos mais rápido G1R/lento-G1L) e dois sugestivos de alteração cognitiva (tempos mais rápido G2R/lento-G2L). Todos os grupos, após a avaliação inicial que constou de anamnese e avaliação audiológica básica, foram submetidos ao Protocolo: questionário de autoavaliação Hearing Handicap Inventory for the Eldery e teste Listas de Sentenças em Português. Aplicou-se Análise de Variância (ANOVA), Mc Nemar e Qui-quadrado com nível de significância de 0,05. RESULTADOS: Houve melhora significante na restrição de participação e reconhecimento de sentenças no ruído apenas com amplificação sonora. O subgrupo G2R necessita de relações sinal-ruído mais favoráveis para reconhecer 50% das sentenças no ruído. CONCLUSÃO: Há melhora na restrição de participação e reconhecimento de fala no ruído independentemente dos tempos de recuperação e status cognitivo.
Assunto cognition
health of the elderly
hearing aids
questionnaires
speech perception
auxiliares de audição
cognição
percepção da fala
questionários
saúde do idoso
Idioma Português
Data 2013-04-01
Publicado em Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial, v. 79, n. 2, p. 177-184, 2013.
ISSN 1808-8694 (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Extensão 177-184
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/1808-8694.20130032
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000318531700009
SciELO S1808-86942013000200009 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/7690

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S1808-86942013000200009.pdf
Tamanho: 469.4Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta