Os critérios para classificação da insuficiência mitral não foram adequados na cardiomiopatia dilatada

Os critérios para classificação da insuficiência mitral não foram adequados na cardiomiopatia dilatada

Título alternativo Criteria for mitral regurgitation classification were inadequate for dilated cardiomyopathy
Autor Mancuso, Frederico José Neves Autor UNIFESP Google Scholar
Moisés, Valdir Ambrósio Autor UNIFESP Google Scholar
Almeida, Dirceu Rodrigues de Autor UNIFESP Google Scholar
Oliveira, Wercules Antonio Autor UNIFESP Google Scholar
Poyares, Dalva Autor UNIFESP Google Scholar
Brito, Flavio Souza Autor UNIFESP Google Scholar
De Paola, Angelo Amato Vincenzo Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Antonio Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Campos Filho, Orlando Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Mitral regurgitation (MR) is common in patients with dilated cardiomyopathy (DCM). It is unknown whether the criteria for MR classification are inadequate for patients with DCM. OBJECTIVE: We aimed to evaluate the agreement among the four most common echocardiographic methods for MR classification. METHODS: Ninety patients with DCM were included. Functional MR was classified using four echocardiographic methods: color flow jet area (JA), vena contracta (VC), effective regurgitant orifice area (ERO) and regurgitant volume (RV). MR was classified as mild, moderate or important according to the American Society of Echocardiography criteria and by dividing the values into terciles. The Kappa test was used to evaluate whether the methods agreed, and the Pearson correlation coefficient was used to evaluate the correlation between the absolute values of each method. RESULTS: MR classification according to each method was as follows: JA: 26 mild, 44 moderate, 20 important; VC: 12 mild, 72 moderate, 6 important; ERO: 70 mild, 15 moderate, 5 important; RV: 70 mild, 16 moderate, 4 important. The agreement was poor among methods (kappa=0.11; p<0.001). It was observed a strong correlation between the absolute values of each method, ranging from 0.70 to 0.95 (p<0.01) and the agreement was higher when values were divided into terciles (kappa = 0.44; p < 0.01) CONCLUSION: The use of conventional echocardiographic criteria for MR classification seems inadequate in patients with DCM. It is necessary to establish new cutoff values for MR classification in these patients.

FUNDAMENTO: A insuficiência mitral (IM) é frequente nos pacientes com cardiomiopatia dilatada. Não se sabe se os critérios para classificação da IM são adequados para pacientes com cardiomiopatia dilatada OBJETIVO: Avaliar a concordância entre os quatro métodos ecocardiográficos mais utilizados para classificação da IM. MÉTODOS: Noventa pacientes com cardiomiopatia dilatada foram incluídos. A IM foi classificada por quatro métodos ecocardiográficos: área do jato regurgitante (AJ), vena contracta (VC), área do orifício regurgitante (AOR) e volume regurgitante (VR). A IM foi classificada em leve, moderada ou importante segundo os critérios da American Society of Echocardiography e também foi dividida em tercis conforme os valores absolutos. O teste de Kappa foi utilizado para avaliar a concordância entre os métodos. O coeficiente de Pearson foi utilizado para avaliar a correlação entre os valores absolutos por cada método. RESULTADOS: A classificação da IM, de acordo com cada método, foi a seguinte: AJ: 26 leve, 44 moderada, 20 importante; VC: 12 leve, 72 moderada, 6 importante; AOR: 70 leve, 15 moderada, 5 importante; VR: 70 leve, 16 moderada, 4 importante. A concordância entre os métodos foi ruim (kappa = 0,11; p < 0,001), porém foi observada uma forte correlação entre os valores absolutos de cada método (0,70 a 0,95; p < 0,01). A concordância foi melhor com a divisão dos valores em tercis (kappa = 0,44; p < 0,01). CONCLUSÃO: Os critérios para classificação da IM não são adequados para os pacientes com cardiomiopatia dilatada. É necessário estabelecer novos valores de corte para classificar a IM nestes pacientes.
Assunto Mitral Valve Insufficiency
Cardiomyopathy, Dilated
Echocardiography
Insuficiência da Valva Mitral
Cardiomiopatia Dilatada
Ecocardiografia
Idioma Português
Data 2013-11-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 101, n. 5, p. 457-465, 2013.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 457-465
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/abc.20130200
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000328900100014
SciELO S0066-782X2013003100011 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8000

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0066-782X2013003100011.pdf
Tamanho: 614.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta