Sleep Apnea and Nocturnal Cardiac Arrhythmia: A Populational Study

Sleep Apnea and Nocturnal Cardiac Arrhythmia: A Populational Study

Título alternativo Apneia do Sono e Arritmia Cardíaca Noturna: Estudo Populacional
Autor Cintra, Fátima Dumas Autor UNIFESP Google Scholar
Leite, Renata Pimentel Autor UNIFESP Google Scholar
Storti, Luciana Julio Autor UNIFESP Google Scholar
Bittencourt, Lia Rita Azeredo Autor UNIFESP Google Scholar
Poyares, Dalva Autor UNIFESP Google Scholar
Castro, Laura de Siqueira Autor UNIFESP Google Scholar
Tufik, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
De Paola, Angelo Amato Vincenzo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo Background: The mechanisms associated with the cardiovascular consequences of obstructive sleep apnea include abrupt changes in autonomic tone, which can trigger cardiac arrhythmias. The authors hypothesized that nocturnal cardiac arrhythmia occurs more frequently in patients with obstructive sleep apnea. Objective: To analyze the relationship between obstructive sleep apnea and abnormal heart rhythm during sleep in a population sample. Methods: Cross-sectional study with 1,101 volunteers, who form a representative sample of the city of São Paulo. The overnight polysomnography was performed using an EMBLA® S7000 digital system during the regular sleep schedule of the individual. The electrocardiogram channel was extracted, duplicated, and then analyzed using a Holter (Cardio Smart®) system. Results: A total of 767 participants (461 men) with a mean age of 42.00 ± 0.53 years, were included in the analysis. At least one type of nocturnal cardiac rhythm disturbance (atrial/ventricular arrhythmia or beat) was observed in 62.7% of the sample. The occurrence of nocturnal cardiac arrhythmias was more frequent with increased disease severity. Rhythm disturbance was observed in 53.3% of the sample without breathing sleep disorders, whereas 92.3% of patients with severe obstructive sleep apnea showed cardiac arrhythmia. Isolated atrial and ventricular ectopy was more frequent in patients with moderate/severe obstructive sleep apnea when compared to controls (p < 0.001). After controlling for potential confounding factors, age, sex and apnea-hypopnea index were associated with nocturnal cardiac arrhythmia. Conclusion: Nocturnal cardiac arrhythmia occurs more frequently in patients with obstructive sleep apnea and the prevalence increases with disease severity. Age, sex, and the Apnea-hypopnea index were predictors of arrhythmia in this sample.

Fundamento: Os mecanismos relacionados às consequências cardiovasculares da apneia obstrutiva do sono incluem modificações abruptas no tônus autonômico, que podem desencadear arritmias cardíacas. Os autores tiveram como hipótese a ocorrência de arritmias cardíacas noturnas maiores em pacientes portadores de apneia obstrutiva do sono. Objetivo: Analisar a relação entre a apneia obstrutiva do sono e o registro de anormalidade no ritmo cardíaco, durante o sono, em uma amostra populacional. Métodos: Estudo transversal com uma amostra representativa da cidade de São Paulo de 1.101 voluntários. A polissonografia de noite inteira foi realizada por meio de um sistema digital (EMBLA® S7000), durante o horário regular de sono do indivíduo. O canal de eletrocardiograma foi extraído, duplicado e, em seguida, analisado com um sistema Holter (Cardio Smart®). Resultados: Um total de 767 participantes, sendo 461 do sexo masculino, com idade média de 42,00 ± 0,53 anos, foi incluído nas análises. Pelo menos um tipo de distúrbio do ritmo cardíaco noturno (arritmia atrial/ventricular ou pausa) foi observado em 62,7% da amostra. A ocorrência de arritmias cardíacas noturnas foi mais frequente com o aumento da gravidade da doença. A perturbação do ritmo foi observada em 53,3% da amostra sem distúrbios respiratórios do sono, enquanto que 92,3% dos pacientes com grave apneia obstrutiva do sono apresentaram arritmia cardíaca. Ectopia atrial e ventricular isolada foi mais frequente em pacientes com apneia obstrutiva do sono moderada/severa quando comparada com controles (p < 0,001). Após controle de potenciais fatores de confusão, idade, sexo e Índice de Apneia-Hipopneia foram associados à arritmia cardíaca noturna. Conclusão: Arritmias cardíacas noturnas ocorrem com maior frequência em pacientes portadores de apneia obstrutiva do sono, e sua prevalência aumenta com a gravidade da doença. Idade, sexo e o Índice de Apneia-Hipopneia foram os fatores preditores de arritmias nesta amostra.
Assunto Sleep Apnea Syndromes
Arrhythmias, Cardiac
Sleep
Sleep Apnea, Obstructive
Síndromes da Apneia do Sono
Arritmias Cardíacas
Sono
Apneia do Sono Tipo Obstrutiva
Idioma Inglês
Financiador FAPESP
AFIP
Data 2014-11-01
Publicado em Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC, v. 103, n. 5, p. 368-374, 2014.
ISSN 0066-782X (Sherpa/Romeo, fator de impacto)
Editor Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC
Extensão 368-374
Fonte http://dx.doi.org/10.5935/abc.20140142
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
Web of Science WOS:000346165900005
SciELO S0066-782X2014002300002 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/8649

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0066-782X2014002300002.pdf
Tamanho: 253.8Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Buscar DSpace


Navegar

Minha conta